Enter your keyword

 

O técnico em enfermagem pode trabalhar em diferentes segmentos ligados ao
setor de saúde, como: hospitais, clínicas, consultórios médicos, laboratórios,
ambulatórios e serviços de home care. Também é possível prestar concurso para ser
funcionário público ou atuar como autônomo.
Após a conclusão do curso, o profissional está pronto para atuar em diferentes
espaços.

Enfermagem geriátrica: O profissional trabalha com idosos, proporcionando cuidados básicos de saúde que sejam necessários. Também devem ser analisados as condições físicas, mentais e emocionais do paciente, para que os cuidados sejam feitos corretamente.
Enfermagem médico cirúrgico: O técnico irá atuar nos centros cirúrgicos, fazendo parte do time de médicos e enfermeiros para que os procedimentos cirúrgicos ocorram de forma adequada. Suas principais funções são: organizar a sala, ajudar o paciente no transporte da maca para a mesa de cirurgia e vice-versa, assessorar o anestesista na indução e reversão do procedimento anestésico, registrar todas as informações no prontuário, entre outras.
Assistência em urgência e emergência: o objetivo é preparar o profissional para atuar em casos de urgência e emergências em hospitais, dando suporte adequado na recepção dos pacientes, curativos e na aplicação de medicamentos por via venosa ou subcutânea, oral e muscular.
Materno Infantil: o setor de maternidade de um hospital busca cuidado no atendimento da gestante e do recém-nascido. Os médicos e enfermeiros precisam do trabalho do profissional técnico para atuar nos setores de UTI neonatal, emergência obstétrica, entre outros. Enfermagem em Infectologia Ao trabalhar na área de pessoas com doenças infecciosas em um hospital ou clínica, as funções do técnico de enfermagem são: controlar as visitas, manter os infectados isolados de outros pacientes e, caso seja necessário, cuidar para que sempre utilize material de proteção, como óculos, luvas, gorros e máscaras descartáveis.

Um dos diferenciais do curso técnico de Enfermagem é sua alta empregabilidade devido à grande área de atuação disponível para o profissional formado nessa área. O técnico em Enfermagem poderá atuar em hospitais, clínicas, ambulatórios e laboratórios. Nesses locais ele fará o primeiro atendimento ao paciente. O desenvolvimento de seu trabalho, após esse primeiro atendimento, geralmente é feito em conjunto com o médico. Além disso, todo o trabalho do técnico em Enfermagem precisa da supervisão de um enfermeiro.

Além de atuar em hospitais, o profissional formado no curso técnico de Enfermagem poderá fazer o atendimento de pacientes e idosos em domicílio. Nesse caso, ele não precisará da supervisão de um enfermeiro. O atendimento ao paciente poderá ser realizado tanto na residência do enfermeiro quanto na casa do paciente, sendo que a finalidade principal desse trabalho é prestar atendimentos que colaborem para a melhora da sua qualidade de vida.

O trabalho do técnico em Enfermagem é considerado um cargo intermediário, ou seja, ele é mais limitado em relação ao trabalho do enfermeiro e mais amplo quando comparado ao auxiliar de enfermagem.

 

Além de disponibilizar uma remuneração maior que a oferecida nos concursos para o técnico em Enfermagem, esse tipo de emprego pode ser a garantia que muitos procuram para a vida profissional. Apesar de ser o que se fixa no imaginário coletivo, nem só de atendimentos em hospitais vive um técnico em Enfermagem!

WILIANA SILVA

Telefone: (88) 8886-5650

E-mail: wilianaigt@gmail.com